segunda-feira, 20 de abril de 2009

Amor nos casamentos





Lamento o atrevimento.
Mas foi assim numa aprendizagem em 2005, em barro corrente, cozido, tendo a peça 15 cm de altura.
Na ideia estava o Santo casamenteiro lá da minha cidade, quase aldeia.
O ar aluado e o cabelo demasiado encaracolado, emprestam-lhe um misto de candura, ternura e duvida, talvez até de espanto ou hesitação.
Assim como exclamasse que isto já não é o que era.
Nesta minha versão, e em face do meu próprio preconceito, parece um pouco desiludido do amor nos casamentos que, por tradição e em Junho, demasiado conservador vai acobertando.
Da cabeça do Menino nem ouso falar e ainda bem que só se vê de perfil.
Que ambos me perdoem a falta de perícia e aqui ajuramento não haver malícia.

4 comentários:

Isa disse...

Desculpará,mas tenho andado fugida.
Quando olho para uma obra de arte,
algo que eu era incapaz de fazer,ñ
tendo a ver "isto" ou "aquilo".
Gostei do ar de Sto António,de quem
gosto tanto.
Achei graça ao ar e ao seu comentário. Que Santo ñ se perturbará ao ver como anda o mundo
dos mortais?!
Casamento? Que Sto António me defenda.
AMOR? Isso é outro assunto.
Abraço.
isa.

Paula Raposo disse...

Gostei deste Santo António e das tuas conjecturas...e fizeste-me sorrir. Tanto que teria a dizer que não cabe aqui. Muitos beijos.

Baila sem peso disse...

Atrevimento que o Santo desculpará
até porque melhor do que nós
ele muito bem saberá...
nos dias de hoje, dias de ontem
ele entende dessa perícia
sem lhe ver qualquer malícia!
Já acompanhou muitos casamentos
que foram levados pelos ventos!!!
O Amor?...ah o Amor, ele também desse louvor, sabe...
que noutro altar Ele se move
e também sabe...
qual a gente que se comove!

A figura que moldaste
está prenha de amor pela arte
e é que importa
não pensando o Santo
se beleza tem seu manto
porque, por um outro lado
vê Ele o seu encanto...
(o Menino ficou protegido
de tudo o que aqui foi digerido :)
e também sem qualquer intenção
que Ele também conhece o coração)

Baila sem peso disse...

E os beijinhos, perguntas tu?
Pois na rapidez da mão
ficaram presos no coração...
mas já vão voando por aí...
para compensar levam também xi-coração!!